23 de setembro de 2009

O Playcenter iniciou suas atividades em 1971, funcionando em uma área em frente ao parque do Ibirapuera, em São Paulo, capital. O sucesso incentivou a transferência, em 1973, para um terreno de 85 mil metros quadrados na Marginal Tietê, próximo à ponte do Limão, onde o parque está instalado até hoje. O parque recebeu aproximadamente 15 mil visitantes, proporcionando empregos para 200 pessoas. Embora o fundador do Playcenter, Marcelo Gutglas, quisesse instalá-lo em uma área nobre, precisava optar entre um terreno maior e em local de destaque ou pela aquisição da montanha-russa, uma das principais atrações do Playcenter ainda hoje. A opção foi pelo brinquedo.

Logo o parque consolidou-se como uma opção de diversão para visitantes de todo o Brasil e até de países vizinhos. Para satisfazer essa demanda, inicialmente, eram vendidos carnês do Playcenter compostos por ingressos que davam direito a entrar no parque e utilizar seus equipamentos e brinquedos. Em 1987, tornou-se o maior da América Latina. Hoje, continua sendo o maior representante do segmento na capital paulista, ocupando uma área urbanizada e valorizada de 85 mil metros quadrados.

O projeto do Playcenter foi desenvolvido pelos arquitetos Crocce Aflalo & Gasperini e a programação visual foi realizada pelo escritório de Calduro e Martino, arquitetos responsáveis por projetos consagrados, como renovação da comunicação visual da avenida Paulista na década de 70 (ou em 1973).

O Playcenter nasceu sob uma filosofia moderna, na qual a antiga idéia de “parque de diversões” seria remodelada pela sofisticação tecnológica: A diversão e a variedade seriam as tônicas do novo parque. Os equipamentos seriam constantemente renovados e alguns deles utilizados pela primeira vez na América Latina.

Entre as atrações que faziam parte do Playcenter na sua inauguração podemos citar a montanha-russa Super Jet (de origem italiana), o Trem Fantasma (de origem italiana), o Carrossel, o Twister, a Maria Fumaça, a Casa do Monstro, entre outros equipamentos. Sob uma cobertura de lona funcionavam uma lanchonete, lojas de souvenires e bijouterias, além de várias diversões, como a pesca eletrônica, pistola d’água, fliperama, metralhadora, cabine de som, fotografia maluca, entre outras.

No início de 1974, sete meses após sua inauguração, o Playcenter já era citado pelos jornais como uma das opções de lazer para o paulistano. Nas férias de janeiro e fevereiro, uma das atrações que fez mais sucesso entre o público foi a Galeria Bonanza, de tiro ao alvo, homônima do seriado de televisão. Ainda neste ano foi inaugurada uma nova atração no Parque, o Trenó Aquático, totalmente fabricado no Brasil.

Com o slogan “Playcenter, o lugar onde todos se divertem”, o parque começava a apresentar uma nova imagem ao público. Para fortalecer tal imagem, uma série de eventos e promoções foram realizados durante o ano 1974, e a grande novidade foi a chegada de um novo equipamento: a Roda Panorâmica, importada da Itália e a maior das Américas, com 30 metros de altura, o equivalente a um prédio de cerca de doze andares.

Em janeiro de 1975, o Playcenter lançou uma grande promoção em que o ingresso, com valor único, dava direito a todos os brinquedos. Às quintas-feiras, o parque realizava o “dia dos namorados” no Playcenter, e as mulheres não pagavam para entrar. O Carnaval deste ano foi comemorado com escolas de samba e muitos shows. Ainda em 1975, ocorreram dois grandes shows internacionais no Playcenter: um de Johnny Mathis, chamado de “Grande Noite de Amor”, e um de Bill Halley, chamado de “Noite do Rock”. Cerca de 40 mil pessoas estiveram presentes em cada um dos shows.

Em 1976, o parque realizou um evento comemorativo dos 200 anos da independência norte-americana. Na ocasião, o Playcenter foi o lugar oficial das comemorações da colônia americana em São Paulo, e sediou as homenagens prestadas pelo governo brasileiro através do Governo do Estado de São Paulo. Uma grande atração animou o parque: o original show de Bufallo Bill. Além de rodeios, houve a apresentação de cenas típicas do oeste norte-americano, como ataques de índios a diligências e acampamentos de índios “pele-vermelha”.

No ano de 1977, o parque registrou em sua história a Semana do Trabalhador, acontecimento oficializado pelo Governo do Estado de São Paulo. Evento que contou com a participação de sindicatos de classe de São Paulo e da Secretaria do Trabalho, divulgando a promoção para os trabalhadores de todas as categorias. O maior evento realizado neste ano, entretanto, foi o de lançamento do filme King Kong, com ampla cobertura da mídia e divulgação realizada pelo próprio Playcenter. Um gorila de 15 metros de altura foi montado no Parque para ser exibido na época do lançamento do filme. No dia da estréia e da inauguração, a atriz Jessica Lange, estrela do filme, esteve no parque. Na primeira apresentação do gorila, a atriz repetiu a cena do filme em que King Kong a coloca dentro de sua mão.

Em 1978, foi inaugurada no parque a atração Contatos Imediatos do Terceiro Grau, inspirada no filme americano. O brinquedo, apresentação de uma nave espacial ambientada com cenário futurista, era semelhante à espaçonave do filme, e reproduzia, também, sua trilha sonora.

No ano de 1979, Ano Internacional da Criança, o parque foi palco de atividades conjuntas do Playcenter com a Rede Globo de Televisão. Assumindo seu compromisso com a infância, o parque foi sede de diversas atividades para a arrecadação de fundos e de eventos voltados para as crianças. O selo da Unicef para o Ano Internacional da Criança foi lançado no Parque. Neste ano, o Playcenter ainda foi marcado pela realização de um evento especial: a apresentação do verdadeiro King Kong, astro do filme homônimo, vindo diretamente dos Estados Unidos. Cerca de 800 mil pessoas visitaram o gorila norte-americano, que se movia como um gorila de verdade. Ainda nesse ano, aconteceu no parque o lançamento do filme Super Man, além da visita de alguns personagens Disney, como o Pinóquio, a raposa João Honesto, o gato Gedeão e o Grilo Falante, entre outros.

Em 1980, foi inaugurada a Montanha Encantada, atração elétro-animada no estilo “Small World” da Disney, ocupando uma área de 3 mil metros quadrados. Dentro desta estrutura, num trajeto feito em um trenó aquático, era possível visualizar cenas fantásticas representadas por bonecos, como uma fábrica de chocolate, uma fazendinha, uma mina de brilhante com anões e uma floresta encantada.

No ano de 1981, o Playcenter inaugurou a atração Show dos Ursos, composta por bonecos ursos que tocavam músicas em seus respectivos instrumentos musicais. Outra atração inaugurada foi o Looping Star; uma montanha-russa com um looping de 360°. Cada trenzinho transporta 28 passageiros de cada vez, subindo a uma altura de 34 m para depois descer em looping a uma velocidade de 105 km/h.

Em 1982, o parque recebeu a Barca Viking, equipamento de origem italiana que encantava e continua encantando os visitantes até os dias de hoje.

Em 1983, os golfinhos de Miami, ou Dolphin’s Show, abriram a programação de férias do Playcenter, em show que reproduzia os espetáculos apresentados em grandes aquários americanos como o Sea World e o Seaquarium. O espetáculo era composto por quatro golfinhos e cinco focas. As focas apresentavam-se em demonstrações de equilíbrio e agilidade, e o show dos golfinhos caracterizava-se pela diversidade de saltos, inclusive através de arcos de fogo, além de outras demonstrações. Um dos golfinhos era o famoso Flipper, do seriado de televisão. Os animais foram amestrados numa das maiores escolas do gênero no mundo, localizada no Golfo do México. Neste ano, também chegou ao parque o Colossus, que contava com um duplo looping e fez grande sucesso.

Em 1984, além do show com o conjunto musical Menudo, foi inaugurada a atração Alice Park Center, que se tratava de um local de cerca de 15 mil metros quadrados de área, dentro do qual havia uma boneca gigante, construída com acrílico, fibra de vidro e espuma. O equipamento, uma reprodução do corpo humano, possuía todos os órgãos internos, simulando seus movimentos. Contava, ainda, com um detalhe especial, gravidez. Os visitantes caminhavam por dentro da boneca e podiam visualizar todas as partes de seu corpo, enquanto uma voz feminina que explicava detalhes de seu funcionamento, representando, assim, um recurso didático valioso para informar sobre o funcionamento do corpo humano.

Em 1985, o parque foi marcado pelo Orca Show, espetáculo aquático com baleias, marcando o início da programação de férias no Parque. Neste ano também foram lançados os equipamentos Ciclone - um tobogã gigante, com 25 metros de altura e oito pistas, equipado com uma esteira rolante que transportava o visitante até o topo da atração - e as Sombras Mágicas.

No ano de 1986, a passagem do cometa de Halley deu origem a vários eventos na cidade de São Paulo, e o evento São Paulo Halley Festival foi um deles, que contou com a parceria do Playcenter, através da distribuição de convites do parque.

Em 1987, aconteceu o festival de rock do Playcenter, o Playrock, com participação do Grupo Ira, Lulu Santos, Ultraje a Rigor, Heróis da Resistência, Capital Inicial e Titãs. Neste ano, também esteve no Playcenter a apresentadora de televisão Xuxa, que visitou o Parque sob disfarce, fato que foi divulgado posteriormente pela Rede Globo. Ainda neste ano foi inaugurado o equipamento Tumba do Faraó Tutankamon.

No ano de 1988 aconteceu o Show das focas Salty e Xuxa, além da inauguração da Casa do Espanto, com show do Zé do Caixão. O parque também recebeu neste ano o 1° Troféu Latino-Americano de Qualidade, como melhor empresa na área de lazer e diversão. Ainda em 88, o Playcenter organizou a primeira edição das Noites do Terror, evento realizado com sucesso até hoje, e que recebe ambientação especial, programação de shows, recursos de luz e som, criando um clima de “terror” aos visitantes.

Em 1989, o parque foi marcado por um grande show de férias promovido pela CBS Discos, com presenças de Angélica, Dominó e a nova Turma do Balão Mágico. Neste ano também aconteceu a despedida do Orca Show, que fez grande sucesso no parque entre 1985 e 1989. O ano de 89 também marcou a fundação da Adibra (Associação das Empresas de Parques de Diversão do Brasil). Nessa ocasião, Marcelo Gutglas, diretor-superintendente do Playcenter, foi escolhido presidente da associação.

No ano de 1990, o parque realizou uma grande atração no mês da criança, Turma do Arrepio, ao vivo. Foram montados três palcos para apresentação de show de palhaços, mágicos e malabaristas, integrantes do Circo Romano Garcia Filho. Em comemoração ao Natal, foi instalado no parque um presépio animado, ocupando a área de 50 metros quadrados e contando com onze personagens e quinze animais com movimento, luz, som e efeitos especiais.

Em 1991, foram inauguradas duas novas atrações no parque: o Polvo, equipamento de origem italiana, e o Swing, equipamento americano. Neste ano o piloto brasileiro de automobilismo Rubens Barrichelo visitou o parque e experimentou a sensação de andar em vários brinquedos.

Em 1992, chegou uma nova atração no Playcenter, a Kamikaze, equipamento com duas naves que giravam 360° sobre um eixo fixo, realizando movimentos pendulares e deixando os ocupantes de cabeça para baixo por alguns instantes. Outra grande atração desse ano foi o Tornado, ou furacão do Playcenter, uma montanha-russa circular importada da Alemanha. Ainda neste ano, o apresentador Gugu Liberato esteve no parque com seu programa Sabadão Sertanejo, no evento Playcountry.

Em 1993, uma nova atração chegou ao Parque, em comemoração aos seus 20 anos: a Gigantona, roda gigante panorâmica originária da Holanda, com 50 m de altura, muito maior do que a roda gigante tradicional. Instalada na entrada do Parque, passou a ser seu “cartão de visitas”. Neste ano, o parque foi fechado durante duas horas e meia para receber o cantor norte-americano Michael Jackson.

No ano de 1994, o Kamikaze, uma atração que no ano de 1992 esteve durante um mês no Playcenter, voltou ao parque, com permanência por tempo indeterminado. Para comemorar o Dia da Criança deste ano, o Playcenter realizou o evento Sonho e Fantasia, tendo a presença de cantoras e apresentadoras de programas infantis, como a Angélica (SBT), Mariane (Gazeta/CNT) e Eliana (SBT) – emissoras às quais faziam parte na época.
.
Em 1995, chegou ao Playcenter o Castelo dos Horrores, atração onde acontecem cenas de terror e suspense dentro de um castelo assombrado. Outro brinquedo inaugurado neste ano foi o Evolution, um equipamento importado da Itália, de emoções radicais, voltado para o público jovem, além do Double Shock, de origem italiana, com um sofisticado sistema de luzes coloridas, fumaça e efeitos especiais.

No ano de 1996, o parque inaugurou a atração Maximotion 2000, época em que o Playcenter também viabilizou a implantação do parque Temático Great Adventure, na altura do km 72 da rodovia dos Bandeirantes, próximo a Vinhedo/SP, atual Hopi Hari. O trabalho e o empenho do parque em oferecer um serviço cada vez melhor no ramo do lazer foi reconhecido com o recebimento de dois prêmios. As Noites do Terror, de 1996, e o projeto do Parque Temático Great Adventure receberam o Prêmio Catavento, da Adibra, nas categorias “Melhor evento” e “Destaque do ano”, respectivamente.

Em 1997, o parque realizou a Summer Dance, uma discoteca a céu aberto comandada por um D. J. e animada por bailarinos profissionais. Foi organizado também o Summer Show, com aulas de salsa e merengue para os visitantes, e shows de samba e pagode. Uma nova atração chegou ao parque neste ano, o Turbo Drop, uma torre quadrada com 55 metros de altura na qual o visitante pode experimentar uma descida a 70 km/h, como se estivesse em queda livre. Outra atração no parque foi o Skycoaster, simulador de vôo, de origem americana.

No ano 1998, a grande sensação do Playcenter foi a implantação da montanha-russa Boomerang. Sua principal característica e atrativo para o público jovem é o fato do trem retornar de costas ao ponto de partida, fazendo novamente um looping e um meio looping numa velocidade de até 75 km/h. Neste ano o parque também doou a bilheteria de um domingo à campanha de arrecadação de fundos da AACD para construção de sua nova sede. Outro fator marcante deste ano foi a inauguração da atração Cataclisma, importado da Itália, que reproduz a emoção dos antigos filmes do cinema mudo, nos quais os atores oscilavam de um lado para outro em pêndulos de relógios localizados em altos edifícios. Ainda neste ano, o parque realizou o Festival Playcenter, com atrações artísticas, como shows com Zezé Di Camargo & Luciano.

No ano de 1999, o parque realizou grandes festas como o Lov e Park, uma rave noturna com música eletrônica, recebendo 12 mil pessoas; o Halloween que recebeu 13 mil pessoas e a festa universitária que reuniu 15 mil jovens. Neste ano, o parque também foi marcado pelo Festival Lollapalooza, o maior festival de loucuras. Esse evento teve duração de três meses, reunindo um conjunto de atrações, como bandas musicais, esportes radicais, desafios, danças, competições, moda, paquera e informação num único lugar.

Em 2000, aconteceu no parque, durante o verão, um grande torneio de Vôlei de Praia, o Playsummer. O parque recebeu a presença de jogadores reconhecidos internacionalmente, como Montanaro, Renan, Domingos Maracanã, Virna e Leila. No final deste ano também, aconteceu uma mega festa, a “Última grande festa do milênio”, destinada ao público jovem em geral. A festa foi noturna e contou com vários DJs, agitando 3 pistas de dança. Além de dançar o público também se divertiu nas atrações Booomerang, Cataclisma, Turbo drop, Skycoaster e Kamikaze.

No ano de 2001, o Playcenter realizou um grande evento musical, As Noites Eletrônicas, que contou com 2 DJs.famosos de casas noturnas de São Paulo. Neste ano, aconteceu o Trote pela Paz, com o objetivo de conseguir alimentos não perecíveis que foram doados às entidades cadastradas pelas prefeitura da cidade de São Paulo. Neste ano, o parque lançou o Museu Zé do Caixão, com vários objetos do artista. Dois mil e um também foi marcado pelo Ano Internacional do Voluntário e o parque, que conta com o projeto Teu Sonho Meu Sonho, ofereceu mais de 10 mil passaportes para crianças carentes de diversas organizações sociais.

Em 2002, o Playcenter realizou A Grande Noite no Parque, festa com música dos anos 70, destinada aos congressistas do 20º Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo. Neste ano, o parque também lançou o Play Party, que oferecia serviço de festa aos aniversariantes, como buffet e decoração. Neste ano, o Playcenter também recebeu durante o mês de outubro mais 13 mil membros de diversas organizações sociais, sem fins lucrativos, que participaram do projeto ‘Feliz de Quem Faz Gente Feliz’ e do dia do ‘Teu Sonho Meu Sonho’. O parque mais tradicional da cidade, além de fazer a doação de um dia de diversão para as crianças e adolescentes, também proporciona momentos de alegria aos voluntários que colaboram para o sucesso das ações desenvolvidas por Organizações Não-Governamentais (ONGs) de São Paulo. Neste ano o parque também lançou o evento E-force, festa noturna com música eletrônica realizada em parceria com a rádio Metropolitana FM, onde milhares de jovens participaram do evento, curtindo som de vários Djs famosos das noites paulistana.

Em 2003, o parque recebeu os personagens do Sítio do Picapau Amarelo, entre eles: Emília, Cuca, Visconde, Rabicó e Quindim, que encantaram os presentes com apresentações lúdicas. Neste ano, o parque também foi palco para o evento Meus Prêmios Nick, com abertura exclusiva aos convidados do canal Nickelodeon. Entre os vencedores dos prêmios que estiveram no parque, estavam as cantoras Kelly Key e Luka, o cantor Felipe Dylon, o ator Fábio Assunção. Ainda em 2003 o parque foi palco do evento Bikes do Bem, originário de uma parceria da Turma do Bem com as academias paulistanas, com a proposta de exercitar a cidadania. O objetivo do evento foi arrecadar cestas básicas, permitindo aos participantes e amantes do ciclismo indoor praticar responsabilidade social. As cestas arrecadas foram distribuídas para crianças e adolescentes das associações de moradores dos núcleos Santa Terezinha, Parque Primavera e Jardim Selma, localizados na região da zona sul da cidade de São Paulo.

No ano de 2004, o Playcenter, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, implantou no parque o “PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO - CONTEÚDO PLAYCIÊNCIA” para professores da rede estadual. Programa destinado aos professores de Educação Básica I, das 28 diretorias de ensino da capital e região metropolitana de São Paulo, que vai de encontro a um dos principais objetivos da Secretaria: o investimento na formação e valorização dos educadores e a conseqüente melhoria do ensino. Outro fator marcante do ano, foi o recorde mundial na atração Skycoaster, quando o professor universitário Gilberto Cruz realizou 364 saltos durante 24horas. O parque realizou, no mês de abril, a primeira edição do evento Noites do Terror, com o tema Portal do Inferno, que gira em torno da obra de um dos clássicos da literatura e da criação teatral mundial: A Divina Comédia, de Dante Alighieri. A segunda edição do mesmo evento aconteceu, com sucesso, em agosto e setembro.

Em 2005, o Playcenter intensificou a realização de uma importante reestruturação, iniciada em 2004, que culminou com a reforma e modernização do parque. O projeto incluiu investimentos em tecnologia; aumento da área de alimentação; a construção e reforma de banheiros; a troca do piso de diversas áreas; a criação de uma nova área infantil; uma nova e arrojada comunicação visual; o aprimoramento do paisagismo; a aquisição de uma nova montanha-russa, Windstorm, trazida da Alemanha; entre outros investimentos e benfeitorias. Eventos como: Ondas Tropicais; X-Play; E-Force; Balada Junina; e outros fizeram parte do calendário. Neste ano, a 19ª edição das “Noites do Terror” foi baseada em “Tânatos”, o Deus da morte na mitologia grega. Durante essa temporada, 401 mil pessoas visitaram o parque para prestigiar o evento. Outro fato importante foi a participação do parque no projeto “Virada Cultural”, promovido pela Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria de Cultura e da São Paulo Turismo. Em função do evento, cerca de 4.500 pessoas passaram pelo parque entre 20h do dia 19 de novembro às 8h do dia 20 de novembro. O Playcenter também exerceu um forte papel na prática de ações de responsabilidade social, aproximadamente 40 mil pessoas visitaram o parque gratuitamente através dos programas sociais conduzidos em parceria com diversas instituições.

Desde 2004 investimos na reforma do parque:

- Nova praça de alimentação com mais de 1.000 assentos;
- Nova área infantil para crianças até 10 anos (Parque com mais atrações infantis do Brasil);
- Plantio de mais de 900 árvores para transformar o parque em um grande bosque;
- Medidas ambientais para atender às diretrizes de organizações “em dia com planeta”;
Em 2009 e 2010 os investimentos continuarão:
- Nova comunicação (novo site e mídias diferenciadas);
- Mais investimentos em infra-estrutura;
- Novas atrações!!!

2 comentários:

  1. quanto eh o preço do ingresso, aonde fica o parque agora e aonde chega

    ResponderExcluir
  2. Porque os bichinhos e a bandinha não são mencionados nessa história!

    ResponderExcluir